pfizer comirnaty vacina covid 19

Até o momento não há solicitação formal da Pfizer sobre a inclusão de doses de reforço na bula de sua vacina, a Comirnaty. Essa foi a primeira reunião sobre o assunto.

 

 

Anvisa realizou nesta quinta-feira (19/8) reunião com o laboratório Pfizer para solicitar informações sobre o desenvolvimento e andamento dos estudos sobre doses de reforço de sua vacina, especialmente nos EUA.

A reunião foi chamada pela Agência que quer ter acesso aos dados de estudos conduzidos pela empresa na medida em que ser tornem disponíveis no mundo. O objetivo é acompanhar todos os dados, tanto aqueles que fazem parte da das pesquisa diretas conduzidas pela Pfizer como de outras publicações que possam contribuir com a avaliação sobre necessidade de dose de reforço.

De acordo com a diretora da Anvisa, responsável pela área de medicamentos e vacinas, Meiruze Freitas, o esforço da Anvisa é para olhar à frente e antecipar a discussão sobre doses de reforço. Segundo a diretora a principal questão é entender se e quando estas doses serão necessárias, o que pode ter impacto no esquema de imunização em uso no país.

Até o momento não há solicitação formal da Pfizer sobre a inclusão de doses de reforço na bula de sua vacina, a Comirnaty.

No encontrou ficou acordado que a Agência e a Pfizer terão uma agenda permanente para acompanhar os dados que estão sendo levantados sobre em torno de uma possível dose de reforço.

 

Fonte: Anvisa