unicamp

 

A Agência de Inovação Inova da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou nesta quinta-feira (24/10) o relatório anual das empresas-filhas da Unicamp, aquelas fundadas por ex-alunos da instituição.

Segundo o documento, o faturamento anual aumentou 64,6% em relação ao ano anterior, evoluindo de R$ 4,8 bilhões para R$ 7,9 bilhões. De acordo com o professor Newton Frateschi, diretor-executivo da Inova, o principal fator que influenciou o salto de faturamento foi o cadastro de 114 novas empresas-filhas no ano de 2019, totalizando 815. Dessas, duas empresas recém-cadastradas são de grande porte e faturam anualmente R$ 1 bilhão cada.

Do total, 21% das empresas receberam algum tipo de financiamento externo – sendo a FAPESP a principal fonte (75% das empresas apoiadas). Também contribuíram investidores privados nacionais, investidores-anjo, a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e investidores privados internacionais, entre outros.

Os dados se refletem na geração de postos de trabalho, já que as 717 empresas-filhas que estão ativas no mercado são responsáveis por 31.343 empregos diretos, principalmente no Estado de São Paulo.

Depois da região Sudeste (95,4%), a segunda região brasileira com mais empresas-filhas da Unicamp é a Sul (2%), seguida por Centro-Oeste (1,6%), Nordeste (0,8%) e Norte (0,2%). Além disso, 19% delas têm atuação internacional, como exportação e escritórios no exterior.

Os dados foram divulgados na abertura do Encontro Unicamp Ventures e são resultado da pesquisa anual realizada pela Agência de Inovação Inova da Unicamp.

 

* Com informações da Assessoria de Imprensa da Inova Unicamp.