custo coronavirus eua

 

Americanos estão preocupados com o alto custo relacionado ao coronavírus e seu impacto no orçamento familiar. A imprensa do país noticiou alguns casos de pessoas que estavam com suspeita ou tiveram que ficar em isolamento e receberam contas altas dos serviços de saúde, também a dificuldade da população no acesso à saúde por questões financeiras.

O atendimento para diagnótico, a quarentena e o tratamento do coronavírus podem pesar no orçamento. Estima-se que um dia de tratamento em um hospital nos EUA custa US$ 4.293, em comparação com US$ 1.308 na Austrália e US$ 481 na Espanha.

As internações hospitalares podem ser especialmente caras para pacientes sem plano de saúde ou para aqueles que pagam coparticipação.

De acordo com uma análise da consultoria SmartAsse, metade das famílias americanas possuiam US$ 4.500 ou menos em suas contas correntes ou poupança a partir de 2016. Uma internação hospitalar poderia acabar com suas economias completamente ou, pelo menos, causar um grande impacto nelas.

 

Leia: Como se prevenir do coronavírus

 

O The New York Times relatou o caso de Frank Wucinski e Annabel, sua filha de 3 anos, colocados em quarentena. Eles estavam em Wuhan e voltaram aos EUA quando o governo ofereceu o voo de repatriação.

Annabel precisou ficar em quarentana em um hospital infantil, para a surpresa de Frank Wucinski ele recebeu uma conta surpresa de 3.918 dólares. Não apenas essa conta, mas também a empresa de ambulâncias que transportou os Wucinskis cobrou à família 2.598 dólares por levá-los ao hospital. Outros 90 dólares foi cobrado de encargos do radiologistas que não trabalha no hospital.

Wucinski questiona os valores cobrados "Por que estamos sendo cobrados pela quarentena, se ela era obrigatória e não tínhamos escolha?"

Outro caso relatado pelo Business Insider é o de Osmel Martinez Azcue, um morador de Miami, que ficou internado compulsoriamente por apresentar sintomas compátiveis com o coronavírus depois de voltar aos EUA de uma viagem de trabalho à China.

Azcue não estava com coronavírus, mas era uma gripe comum. No entranto a conta do susto ficou cara, ele recebeu um aviso de sua companhia de seguros que a conta ficou em 3200 dólares pelos cuidados médicos, caso consiga comprovar que a gripe não se relacionava a uma condição pré-existente ele poderá pagar 1400 dólares relativos ao atendimento.

 

Ninguém sabe o quão caro será o tratamento com coronavírus nos EUA

Um relatório publicado pela America's Health Insurance Plans (AHIP) revelou uma boa notícia sobre os custos com tratamento do coronavírus: o CDC é atualmente a única instalação equipada para testar o COVID-19, ou designar outros laboratórios para fazer, e não está cobrando pelos testes.

Isso significa que se um paciente for ao pronto-socorro ou para atendimento de emergência com coronavírus, ele não será cobrado pelo teste de diagnótico do COVID-19. No entanto, uma internação hospitalar por si só pode ser dispendiosa e se um paciente for submetido a testes para outros vírus ou condições, terá que cobrir os custos com o restante.

Um relatório da Kaiser Family Foundation apontou que 26% dos adultos dos EUA deixaram de procurar o médico por causa de suas finanças, com 21% relatando que deixaram de realizar algum teste ou tratamento médico recomendado.

 

Texto por Fábio Reis para PFARMA

 

Leia também:

Cientistas brasileiros sequenciam genoma do coronavírus em 48 horas

Cachorro apresenta teste positivo para Coronavírus

Coronavírus: máscaras e álcool gel começam a faltar nas farmácias

Confirmado primeiro caso de Coronavírus no Brasil

Medicamentos usados no tratamento do Ebola, Malária e HIV demonstram eficácia contra o coronavírus