oximetro

 

O oxímetro de pulso de dedo é um dispositivo que mede indiretamente a quantidade de oxigênio no sangue. O objetivo da oximetria de pulso é verificar quão bem o seu coração está bombeando oxigênio pelo corpo.

Este aparelho pode ser utilizado tanto por profissionais de saúde como por pacientes no ambiente doméstico para monitorização da porcentagem de saturação de oxigênio no sangue (SpO2) e dos batimentos cardíacos por minuto.

Alguns centro médicos estão utilizando oxímetros como forma de triagem de atendimento para COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

 

Como funciona o oxímetro ?

De forma simples, oxímetro emite pequenos raios de luz que passam pelo sangue no dedo, medindo a quantidade de oxigênio.

O oxímetro utiliza duas frequências de luz (vermelha e infravermelha) para determinar a porcentagem de oxihemoglobina presente no sangue. O princípio de funcionamento do oxímetro baseia-se na espectrofotometria sanguínea, medindo a quantidade de luz transmitida através dos capilares do paciente, sincronizados com o pulso cardíaco.

A transmissão de luz de uma substância é determinada pela Lei de Beer-Lambert, que a indica que uma concentração de um soluto (oxihemoglobina), em um solvente (hemoglobina) pode ser determinada pela absorção da luz. O corar sanguíneo depende dos níveis de oxigenação do sangue, sendo que o sangue com alta concentração de oxigênio apresenta cor vermelha, em função da alta
concentração de oxihemoglobina. Quando a concentração está reduzida, o sangue adquire uma coloração mais azulada, em função de uma maior presença de desoxihemoglobina (combinação de moléculas de hemoglobina com gás carbônico).

 

Como utilizar o oxímetro?

Aperte o prendedor do oxímetro e coloque um de seus dedos no espaço emborrachado do oxímetro antes de soltar o prendedor. Ligue o aparelho para que ele realize as medidas.

É importante limpar o dedo com álcool 70% antes de utilizar o oxímetro. Também ele deve ser utilizado sem esmalte nas unhas e não se movimente durante a leitura dos dados pelo oxímetro.

 

O oxímetro pode apresentar medições imprecisas ?

Alguns fatores podem causar mediçoes incorretas como:

1. Níveis significativos de hemoglobinas disfuncionais (como Carbonil-hemoglobina ou meta-hemoglobina).
2. Uso de corantes intravasculares como indocianina verde ou azul de metileno.
3. Luz ambiente elevada. Cubra a área do sensor, se necessário.
4. Movimento excessivo do paciente.
5. Interferência eletrocirúrgica de alta frequência e desfibriladores.
6. Várias pulsações.
7. Colocação de um sensor em uma extremidade com um manguito de pressão arterial, cateter arterial ou linha intravascular.
8. O paciente ter hipotensão, vasoconstrição severa, anemia severa ou hipotermia.
9. O paciente ter um ataque cardíaco ou estiver em choque.
10. O paciente estar usando esmalte de unha ou unhas postiças.
11. Pulsação fraca (baixa perfusão).
12. Taxa de hemoglobina reduzida.

 

Quanto deve estar a saturação de oxigênio?

A saturação normal de oxigênio para a maioria das pessoas saudáveis ao nível do mar é entre 95% e 100%.

Condições leves de saúde como gripes ou resfriados podem apresentar uma saturação entre 90% e 94%.

Uma leitura do oxímetro de pulso abaixo de 90% é considerada uma "emergência clínica" pela OMS.

Normalmente, mais de 89% do seu sangue deve estar transportando oxigênio. Este é o nível de saturação de oxigênio necessário para manter suas células - e seu corpo - saudáveis. Embora acredite-se que uma saturação de oxigênio abaixo disso temporariamente não cause danos, instâncias repetidas ou consistentes de níveis baixos de saturação de oxigênio podem ser prejudiciais.

 

Saturação de oxigênio em pacientes com COVID-19?

Médicos que atendem pacientes graves com COVID-19 relatam que eles podem ter um nível de saturação de oxigênio entre 70% e 80%. Porém, alguns médicos já chegaram a cuidar de pacientes com leituras inferiores a 50¨.

 

Como escolher um oxímetro para comprar ?

Todo oxímetro deve possuir o selo do INMETRO e registro na ANVISA.

Após, é necessário verificar se o fabricante oferece garantia e suporte para o produto em sua região. Outro ponto importante é verificar a loja que está adquirindo o aparelho, que deve ser uma loja confiável e deve entregar o aparelho em caixa fechada para maior segurança e confiabilidade do cliente.

 

Texto por Fábio Reis para PFARMA

* A reprodução é permitida desde que citada a fonte com link para https://pfarma.com.br 

 

Sobre Estudos Clínicos de medicamentos experimentais para combater o coronavírus:

Estudo in vitro com Ivermectina

Hidroxicloroquina apresenta bons resultados contra o coronavírus

Sobre o uso do Ibuprofeno, Cortisona e Tiazolidinediona em infecções por Coronavírus

Takeda está desenvolvendo terapia derivada do plasma para o coronavírus

Favipiravir demonstra eficácia no tratamento do Coronavírus